VI Mostra de Dança Mosaico

Cícero

A dança contemporânea, nas suas várias vertentes, pôde ser contemplada pelo público que foi assistir a VI Mostra de Dança “Mosaico” no Espaço Fernando Sabino na quarta-feira, 14 de fevereiro de 2014. O evento reuniu trabalhos dos alunos do Curso de Graduação em Dança da UFV como intérpretes-criadores e/ou diretores.  As obras de dança contemporânea são resultados das disciplinas Composição Coreográfica e Composição Solística do curso, coordenadas pela professora Alba Pedreira Vieira, que, ao longo do segundo semestre de 2013, abriu espaços para o exercício e a produção de processos de criações artísticas.  A Mostra Mosaico aconteceu pela primeira vez em 2008, e, como nos anos anteriores, a entrada foi franca.

Os artistas discentes da Composição Coreográfica  apresentaram a obra Ecos, inspirada no filme “A pele que habito”do cineasta espanhol Pedro Almodóvar. As intérprete-criadoras e diretoras atuaram colaborativamente na criação e montagem de movimentações e cenas impregnadas de simbolismos.

A programação do evento ainda inclui a apresentação de Cícero – coreografia produzida e apresentada em Viçosa e Belo Horizonte em 2013, que é fruto de pesquisa artística com apoio do CNPq. Para Alba Vieira, coordenadora deste projeto e diretora geral da Mostra de Dança Mosaico VI , Cícero trouxe possibilidades para que os intérprete-criadores refletissem e discutissem corporalmente questões que permeiam as buscas existenciais de todo ser humano.

Já os solistas tiveram a liberdade de desenvolver seus trabalhos a partir de motivos ou temas escolhidos por eles mesmos e ainda exercitaram, durante o processo de criação, a experiência de dirigir um colega como se fosse um trabalho em dueto. A professora Alba explica que esta forma de trabalho está em consonância com tendências atuais em direção artística, tendo em vista que incentiva o convívio, a troca de ideias e movimentações e o compartilhamento de formas diversificadas de criação em dança. Desta forma, “a proposta metodológica e artística das duas disciplinas busca contribuir para o amadurecimento na formação dos discentes do Curso, pois eles se empenham em uma mesma montagem de caráter investigativo com práticas de pesquisa corporal continuada ao longo de todo o semestre.”

A linha acrobática, com o solo aéreo da bailarina Raphaela Barbosa, surpreendeu o público enquanto ela se suspendia no ar – este foi apenas um dos destaques da noite, além de várias outras obras incluindo: o solo de Rainá Burmann, com acompanhamento de som ao vivo, que procurou desmistificar tabus ainda existentes no corpo que dança inspirando-se nas matrizes afro-brasileiras; Thati Alves, em uma obra solistica mais conceitual, explorou aspectos do surrealismo presentes na obra de Salvador Dali; desde o título do seu solo, “Eu não gosto de molho de churrasco”, Bruna Gomes inquietou a plateia com uma reflexão corporal sobre algumas patologias mentais; Jean Carlo, trabalhando fora da sua zona de conforto, a dança de rua, apresentou um solo contemporâneo que uniu movimentos intensos a uma forte presença cênica.

Dentre o público presente, o vice-reitor da Universidade Federal de Viçosa, Demétrius da Silva, elogiou com entusiasmo o espetáculo que foi totalmente composto por trabalhos artísticos dos alunos do Curso de Graduação em Dança. Para a professora da UFV e diretora geral do evento, Alba Vieira, “é muito gratificante ver a segurança e determinação com que estes jovens artistas assumem a responsabilidade de compartilhar com o público viçosense um espetáculo sólido e ao mesmo tempo flexível, para ser capaz de se adaptar a tantas possibilidades artísticas  e escolhas diferenciadas que foram feitas pelos alunos ao longo do semestre em que as obras foram construídas nas disciplinas de composição coreográfica e solística sob minha coordenação.”

No segundo semestre de 2014, as disciplinas de composição do Curso de Dança da UFV devem ter, além de Alba Vieira, a orientação artística da coreógrafa americana Seonagh Odiambo, que fará uma residência na UFV a convite da professora Alba.